Menos televisão, mais saúde

teve

Por: meupratinhosaudavel.com.br

A obesidade infantil está crescendo de forma alarmante. A falta de atividade física – associada a uma má alimentação – coloca o futuro das crianças em risco.

Desde cedo, elas têm sido expostas a uma alimentação rica em açúcar, sal e/ou gordura, principalmente pelas propagandas de produtos alimentícios na TV, que influenciam negativamente suas escolhas.

São principalmente os produtos industrializados, tipo salgadinhos de pacote, bolachas recheadas, macarrão instantâneo, balas, pirulitos e chicletes, além dos refrigerantes e achocolatados, os principais vilões da alimentação infantil. A lista de produtos voltados para as crianças é extensa e, em geral, têm valor nutricional baixo.

Três fatores que contribuem para o aumento de peso das crianças:

  • Alimentos industrializados, ricos em gordura, sal e/ou açúcar
  • Refeições desequilibradas fora de casa (em cantinas, restaurantes e lanchonetes)
  • Pais sem tempo de preparar as refeições em casa

Quanto tempo seu filho fica assistindo TV?

As propagandas entre os intervalos da programação podem levar a uma ideia errada sobre o que é um alimento saudável. Estudos revelam que as crianças gastam mais tempo em frente à TV que praticando atividade física.

Um estudo americano analisou a influência da publicidade da TV no comportamento de 75 crianças com idades entre 3 e 5 anos. Elas foram divididas em dois grupos para assistir desenhos. Um grupo assistiu a propagandas de batatas fritas e o outro, de maçãs. Cerca de 70% das crianças do grupo das batatas queriam consumi-las ao final do teste. Porém, após o incentivo dos pais, 55% do mesmo grupo preferiram consumir a maçã. Por isso, a participação dos pais na escolha dos alimentos é fundamental para formação do hábito alimentar saudável da criança.

O exemplo vem dos pais!

A missão dos pais é incentivar os hábitos alimentares saudáveis dos filhos, mesmo com o bombardeio de informações contrárias. É necessário orientar para que eles tenham consciência do que estão comendo e os prejuízos que esses alimentos podem provocar quando eles estiverem maiores.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), as Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) são responsáveis por cerca de 36 milhões de mortes por ano em todo o mundo. A maioria dessas doenças é resultado do sedentarismo, da má alimentação e da obesidade. Portanto, participe da escolha dos alimentos dos seus filhos e incentive a prática regular de atividade física.

(Link original:

http://meupratinhosaudavel.com.br/menos-televisao-mais-saude/)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s